Mulher “espertas” e experiências engraçadas

Hoje estava conversando com o aprendiz de cafa sobre algumas passagens engraçadas vivenciadas por nós ou por amigos. Na maioria delas a garota nem se ligou que estava cometendo um mico e dando material para conversas de bar (e post no Manual). Selecionei as mais curiosas:

1-) O óleo estimulante exclusivo – Depois de alguns meses que terminei com a minha ex, combinei de ir até a casa dela pra “jantar” (vocês devem saber qual seria a sobremesa) e conversar sobre a vida. Quando começou a pegação ela me disse: “Espera um pouquinho que eu comprei um creminho estimulante ontem no Sexyshop para usarmos”. Bom, eu acho meio escroto esses cremes de Sexyshop, pois a grande maioria tem cheiro de motel barato ou de perfume vagabundo, mas ok, legal a atitude dela de pensar em algo para apimentar a noite. Porém, assim que ela tirou o creme da bolsa percebi que ele estava na metade. Po, imaginei quantas picas por tabela eu ia receber no meu corpo com aquilo. Não broxei, mas foi um balde d’água na cabeça e a última vez que transamos. Difícil manter ex como lanchinho.

2-) Nunca fui nesse motel – Certa vez o aprendiz de cafa estava nos amassos com uma garota no carro. Depois de muita pegação ele sugeriu de irem a um motel. A garota ficou de manha, pois disse que só tinha ido em motel uma única vez e em outra cidade. Bom, depois de muito sexo eles beberam um pouquinho e caíram no sono. O aprendiz acordou pelas tantas da madrugada preocupado por causa do per noite e avisou à garota que precisava ligar pra o rapaz trazer a conta. No que ela disse, “Desencana, vamos nos trocar e descer por que aqui só dá pra pagar lá embaixo”. Sábio ditado, a bebida entra, a verdade sai.

3-) A queimada na roda – Onde eu trabalhava havia uma garota que se achava a santa. Já tinha dado pra grande parte dos funcionários e pra cada um deles fazia questão de frisar que ele era o primeiro na empresa (como se homem não conversasse entre si). Para vocês verem como homem é maldoso, certa vez um deles chamou o pessoal e avisou que tinha descoberto outro cara que tinha saído com ela. Foi feita uma brincadeira. Abriram um chat no MSN e todos deveriam escrever quem eles sabiam que já tinha transado com a garota e ao final da contagem regressiva deveriam apertar enter. Resultado: 7 rapazes (porém, o sétimo ninguém acertou).

4-) A porquinha – Quando eu era mais novo, eu não tinha tanto critério e bom senso como tenho hoje. Certa vez eu estava numa feijoada (em Sampa é comum alguns bares oferecerem feijoada e depois ter um sambinha) e conheci uma loirinha bem interessante no final da noite. Ficamos por um bom tempo e resolvi leva-la ao motel. Eu já estava meio chapado e fui logo para as preliminares. Ela pediu que fizéssemos um 69. Péssima escolha. Quando ela colocou sua amiguinha na minha cara, consequentemente meu nariz foi pro seu botão. Só que a garota deve ter exagerado na fejuca e largado um barro no banheiro da balada. E como ela só usou papel higiênico, consequentemente o negócio ficou sujo. O cheiro era de matar. Tentei mudar de posição, mas ela disse que estava gostoso e a cada tentativa que eu dava pra afastar o rosto ela pressionava a cintura e consequentemente o botão na minha cara. Lição básica, todo mundo faz cocô, mas se for transar depois usa o chuveirinho, papel higiênico não limpa, espalha.

5-) A sovina – Tenho um amigo que é bem revoltado com mulheres que trabalham e não se propõe a rachar nada, como se fossem uma “acompanhante de luxo” (sic). Certa vez ele já estava saturado de uma garota que nunca levava bolsa nem carteira ao saírem. Puto da vida ele armou uma pegadinha. Foi num restaurante relativamente caro. Como de costume ela pediu um dos pratos mais caros e uma garrafa de vinho. No final da janta foi solicitada a conta. Quando ele foi tirar a carteira do bolso…”Ixi!!Devo te-la perdido!” (era mentira, ele tinha a deixado no carro). E solicitou a garota: “Você poderia pagar a conta que depois eu te dou o dinheiro?”. E adivinhem?! Ela não tinha um puto. Ele fez uma ceninha e pediu para o garçom e a moça aguardarem enquanto ele ia ver se não tinha a deixado no carro. Só que ele apelou, mandou por meio de um outro garçom o dinheiro da conta e mais uma quantia para a garota voltar de táxi pra casa.

Modido no

http://www.manualdocafajeste.com/

Sobre escatambulo
Geminiano, Concurseiro, faço blogs para para divertir e ajudar as pessoas a realizar seus sonhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: