Concurso Polícia Rodoviária Federal 2007 Reabertas as inscrições

meus amigos Concurseiros

Agora acho que essa novela tera um final feliz e justo , agora e mergulhar nos estudos e boa sorte a todos

Reabertas as inscrições para PRF 2007

50 contradições femininas

1. Abandonar seu namorado porque ele é ciumento e sentir-se feia e desabrigada quando ninguém lhe dá importância.

2. Acreditar no horóscopo, mas somente nos dias em que as previsões são favoráveis.

3. Analisar sua vida amorosa desmembrando a cada frase e a cada atitude de seu parceiro com suas amigas, mas cortar uma relação se a cigana mau caráter assegurar que não é o indicado.

4. Apaixonar-se por um homem casado porque ele é incapaz de trair a sua mulher.

5. Arrancar os pelos das pernas, axilas e virilha com cera quente e chorar quando quebra ou lasca uma unha.

6. Beliscar bebês alheios, pensar até cansar nos nomes de seus futuros filhos, emocionar-se com a gravidez de suas amigas e chorar desconsoladamente no primeiro dia de atraso.

7. Catalogar uma amiga sexualmente hiperativa como “galinha” e uma mais seletiva, de perdedora ou de tácito “sapatão”.

8. Censurar às donas de casa porque não têm uma carreira, e às que têm uma carreira porque a empregada doméstica cuida de seus filhos.

9. Chorar com os documentários de animaizinhos do “Animal Planet” e hiperventilar de emoção em frente a uma bolsa de couro.

10. Comprar modernas roupas folgadas e cheias de trastes e “badulaques” que somente outra mulher pode apreciar.

11. Comprar uma camiseta de verão em novembro, sabendo que em janeiro vai estar a metade de preço.

12. Conquistar um mulherengo para tentar transformá-lo em um homem de família.

13. Considerar que aos sessenta anos um homem é jovem, e uma mulher uma avó.

14. Continuar achando que os homens possam ver que está enojada ou triste, sem lhes ter contado nada.

15. Crer no mesmo homem que havia jurado de “pé junto” nunca mais voltar a fazê-lo.

16. Dar-se o devido valor, fazer as unhas, bronzear-se e vestir-se melhor quando termina uma relação, e engordar 20 quilos, quando começa uma.

17. Declarar durante todo o ano que celebrar o aniversário é uma estupidez, e ficar chateada e como beiço em “ponto morto” com seu parceiro quando a data chega e ele se esquece.

18. Declarar-se uma vez ou outra o quão forte e independente que é, e simular debilidade e indefesa quando necessita de um homem.

19. Deixar a roupa mais nova e linda para sair, quando em realidade passa quarenta e oito horas semanais no escritório e três ou quatro num passeio.

20. Deixar um homem porque já não gosta e que volte a gostar quando ele encontra outra gostosona.

21. Dizer que “o importante é o eu interior” quando tem um namorado, e alegar que amor é “coisa de pele” quando consegue um lindo.

22. Dizer que as modelos “são muito magras” enquanto se cambaleia pelo quarto dia de jejum.

23. Dizer que não quer nada para o Natal e secretamente esperar o presente surpresa.

24. “Encher o saco” do parceiro para que colabore nos afazeres domésticos, mas chamá-lo de inepto quando começa a ajudar.

25. Espiar e espreitar às amigas de escritório mais vadias e ineptas, para invejar, amargurar-se e sofrer.

26. Falar de dieta com uma torta na mão e falar de tortas quando está de dieta.

27. Fazer a permanente se seu cabelo é liso, uma escova se é armado ou pintá-lo de louro “falso” se é escuro.

28. Fazer uma dieta terminal para ir a um casamento e comer como uma piranha descontrolada durante toda a festa.

29. Gritar furiosa e chorar desconsoladamente durante a mesma discussão.

30. Guardar rancor e bronca durante meses e explodir porque o namorado derramou uma gota de bebida naquele vestido amarelo “cheguei”.

31. Ignorar e maltratar quando um homem insistente a corteja, e perder a sensatez quando por fim deixa de fazê-lo.

32. Insistir e esperar quando a relação já acabou, terminada por ela, há muito tempo.

33. Ir a uma festa ou reunião, só por saber que ali está o cafajeste casado/noivo que lhe rompeu o coração.

34. Ir a uma festa usando saltos agulha, e atirar os sapatos debaixo da mesa depois de quinze minutos, para poder dançar.

35. Largar um respeitável homem de família para conquistar outro mulherengo.

36. Morrer de amor por um homem que cria seus filhos sozinho e sentir pena por uma mulher que faz o mesmo.

37. Negar-se a deixar os doces para baixar o colesterol, mas fazer a “dieta do jiló” para usar um vestido.

38. No inverno, sair com uma camiseta diminuta e uma microssaia e terminar a noite envolvida em uma jaqueta enorme emprestada com os dizeres “Lembrança dos formandos de 1985”.

39. Num encontro, fazer questão de pagar a metade do jantar e nunca mais sair com ele se aceitar a oferta.

40. Perguntar se está gorda, para que lhe digam que está magra.

41. Colocar roupa nova para um encontro, sabendo que aquele “pretinho” básico surrado lhe cai muito melhor.

42. Provar roupa durante toda uma tarde e sair com o primeiro conjunto que escolheu.

43. Queixar-se de que a depilação é um hábito primitivo e gritar de asco quando seu marido diz que deixe de fazer.

44. Remover esses aros divinos de suas imensas orelhas alérgicas, esperar dois ou três dias e voltar a usá-los.

45. Repetir incansavelmente que só necessita de amor, entendimento e estabilidade, e sentir repulsa por um homem bom e simples que manifesta frontal e prontamente sua devoção e amor.

46. Seduzir um homem sabendo com segurança que jamais vai deixar que toque um fio de cabelo.

47. Sentir-se discriminada se escolhem um homem para seu cargo, mas ter um derrame cerebral de ira se escolhem outra mulher.

48. Ser capaz de dirigir uma empresa de duzentos empregados, um país de trinta milhões de habitantes ou uma família de doze membros, mas chamar a desgraçada da “mamãe” quando lhe dói o dente do siso.

49. Tomar sol ao meio dia untada em óleo de cozinha e comprar creme antiarrugas e gel para contorno dos olhos.

50. Ver comédias românticas e melodramas no dia seguinte de cortar relações com o amor de sua vida.

Crédito: MDig 1. Abandonar seu namorado porque ele é ciumento e sentir-se feia e desabrigada quando ninguém lhe dá importância.

2. Acreditar no horóscopo, mas somente nos dias em que as previsões são favoráveis.

3. Analisar sua vida amorosa desmembrando a cada frase e a cada atitude de seu parceiro com suas amigas, mas cortar uma relação se a cigana mau caráter assegurar que não é o indicado.

4. Apaixonar-se por um homem casado porque ele é incapaz de trair a sua mulher.

5. Arrancar os pelos das pernas, axilas e virilha com cera quente e chorar quando quebra ou lasca uma unha.

6. Beliscar bebês alheios, pensar até cansar nos nomes de seus futuros filhos, emocionar-se com a gravidez de suas amigas e chorar desconsoladamente no primeiro dia de atraso.

7. Catalogar uma amiga sexualmente hiperativa como “galinha” e uma mais seletiva, de perdedora ou de tácito “sapatão”.

8. Censurar às donas de casa porque não têm uma carreira, e às que têm uma carreira porque a empregada doméstica cuida de seus filhos.

9. Chorar com os documentários de animaizinhos do “Animal Planet” e hiperventilar de emoção em frente a uma bolsa de couro.

10. Comprar modernas roupas folgadas e cheias de trastes e “badulaques” que somente outra mulher pode apreciar.

11. Comprar uma camiseta de verão em novembro, sabendo que em janeiro vai estar a metade de preço.

12. Conquistar um mulherengo para tentar transformá-lo em um homem de família.

13. Considerar que aos sessenta anos um homem é jovem, e uma mulher uma avó.

14. Continuar achando que os homens possam ver que está enojada ou triste, sem lhes ter contado nada.

15. Crer no mesmo homem que havia jurado de “pé junto” nunca mais voltar a fazê-lo.

16. Dar-se o devido valor, fazer as unhas, bronzear-se e vestir-se melhor quando termina uma relação, e engordar 20 quilos, quando começa uma.

17. Declarar durante todo o ano que celebrar o aniversário é uma estupidez, e ficar chateada e como beiço em “ponto morto” com seu parceiro quando a data chega e ele se esquece.

18. Declarar-se uma vez ou outra o quão forte e independente que é, e simular debilidade e indefesa quando necessita de um homem.

19. Deixar a roupa mais nova e linda para sair, quando em realidade passa quarenta e oito horas semanais no escritório e três ou quatro num passeio.

20. Deixar um homem porque já não gosta e que volte a gostar quando ele encontra outra gostosona.

21. Dizer que “o importante é o eu interior” quando tem um namorado, e alegar que amor é “coisa de pele” quando consegue um lindo.

22. Dizer que as modelos “são muito magras” enquanto se cambaleia pelo quarto dia de jejum.

23. Dizer que não quer nada para o Natal e secretamente esperar o presente surpresa.

24. “Encher o saco” do parceiro para que colabore nos afazeres domésticos, mas chamá-lo de inepto quando começa a ajudar.

25. Espiar e espreitar às amigas de escritório mais vadias e ineptas, para invejar, amargurar-se e sofrer.

26. Falar de dieta com uma torta na mão e falar de tortas quando está de dieta.

27. Fazer a permanente se seu cabelo é liso, uma escova se é armado ou pintá-lo de louro “falso” se é escuro.

28. Fazer uma dieta terminal para ir a um casamento e comer como uma piranha descontrolada durante toda a festa.

29. Gritar furiosa e chorar desconsoladamente durante a mesma discussão.

30. Guardar rancor e bronca durante meses e explodir porque o namorado derramou uma gota de bebida naquele vestido amarelo “cheguei”.

31. Ignorar e maltratar quando um homem insistente a corteja, e perder a sensatez quando por fim deixa de fazê-lo.

32. Insistir e esperar quando a relação já acabou, terminada por ela, há muito tempo.

33. Ir a uma festa ou reunião, só por saber que ali está o cafajeste casado/noivo que lhe rompeu o coração.

34. Ir a uma festa usando saltos agulha, e atirar os sapatos debaixo da mesa depois de quinze minutos, para poder dançar.

35. Largar um respeitável homem de família para conquistar outro mulherengo.

36. Morrer de amor por um homem que cria seus filhos sozinho e sentir pena por uma mulher que faz o mesmo.

37. Negar-se a deixar os doces para baixar o colesterol, mas fazer a “dieta do jiló” para usar um vestido.

38. No inverno, sair com uma camiseta diminuta e uma microssaia e terminar a noite envolvida em uma jaqueta enorme emprestada com os dizeres “Lembrança dos formandos de 1985”.

39. Num encontro, fazer questão de pagar a metade do jantar e nunca mais sair com ele se aceitar a oferta.

40. Perguntar se está gorda, para que lhe digam que está magra.

41. Colocar roupa nova para um encontro, sabendo que aquele “pretinho” básico surrado lhe cai muito melhor.

42. Provar roupa durante toda uma tarde e sair com o primeiro conjunto que escolheu.

43. Queixar-se de que a depilação é um hábito primitivo e gritar de asco quando seu marido diz que deixe de fazer.

44. Remover esses aros divinos de suas imensas orelhas alérgicas, esperar dois ou três dias e voltar a usá-los.

45. Repetir incansavelmente que só necessita de amor, entendimento e estabilidade, e sentir repulsa por um homem bom e simples que manifesta frontal e prontamente sua devoção e amor.

46. Seduzir um homem sabendo com segurança que jamais vai deixar que toque um fio de cabelo.

47. Sentir-se discriminada se escolhem um homem para seu cargo, mas ter um derrame cerebral de ira se escolhem outra mulher.

48. Ser capaz de dirigir uma empresa de duzentos empregados, um país de trinta milhões de habitantes ou uma família de doze membros, mas chamar a desgraçada da “mamãe” quando lhe dói o dente do siso.

49. Tomar sol ao meio dia untada em óleo de cozinha e comprar creme antiarrugas e gel para contorno dos olhos.

50. Ver comédias românticas e melodramas no dia seguinte de cortar relações com o amor de sua vida.

Crédito: MDig

Homens são mais lerdos na hora da pegação do que as mulheres

Leia mais deste post

Saiba como conseguir um emprego, mesmo que você não tenha experiência


Embora a lei acrescentada no novo artigo da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), determine que o período exigido para contratos profissionais não possa ultrapassar seis meses, conseguir um emprego sem experiência comprovada ainda não é uma das tarefas mais fáceis.

A iniciativa privada afirma que contratar alguém “não experiente” exige um esforço maior, pois o candidato nunca foi submetido a um regime formal de trabalho, com cumprimento de metas e objetivos. Por este motivo, você pode encontrar alternativas para obter um pouco de experiência, que pode acabar contando pontos a seu favor numa possível entrevista de emprego:

Trabalho voluntário

Hoje é muito comum encontrar ONGs e entidades sem fins lucrativos que naturalmente necessitam de mão-de-obra. Procure por vagas em área em que você deseja ter experiência. O retorno financeiro deve ficar, a princípio, em segundo plano, pois o que importa é adquirir conhecimento e experiência.

Cursos e certificados

Comprovar que você é uma pessoa dinâmica lhe dá um crédito a mais no momento da entrevista. Infelizmente buscar certificação não envolve apenas força de vontade, é preciso, em muitos casos, desembolsar algum dinheiro. Procure inscrever-se em cursos, palestras, grupos de discussão… enfim, procure certificar-se. Mas tenha em mente que “certificação” não substitui experiência e nem comprova competência, mas pode determinar uma contratação, caso haja um empate entre você e outro candidato menos preparado.

Freelance ou autônomo

Você pode enriquecer seu currículo ou portfólio atuando como freelance ou autônomo. A remuneração vai depender da atividade e do tempo que você está disposto a dedicar. Entretanto, avalie com bastante critério, pois nem todas as áreas oferecem essa possibilidade.

Estágio e programa de aprendizado

Muito cuidado nesse tópico! Algumas escolhas podem significar boas possibilidades de crescimento, outras simplesmente formas encontradas pela empresa de obter mão-de-obra barata. Procure escolher empresas que sejam referência na área que você deseja trabalhar. Avalie a chance de ser contratado a médio / longo prazo, mas se essa chance não passar de mera ilusão tente buscar o máximo de conhecimento e tente enriquecer seu currículo. Lembre-se também que, a depender da escolha, a remuneração pode não ser o principal atrativo.

O comércio pode ser uma boa alternativa

Algumas empresas – dependendo da área – costumam dar preferência para pessoas que, se não tiverem experiência na área, pelo menos já viveram a rotina de serem empregadas. Neste ponto, trabalhar no comércio pode representar uma grande oportunidade.

Esforce-se

Não existe nada mais frustrante do que uma pessoa acomodada. Desemprego não é sinônimo de impotência ou incompetência. Neste momento você precisa ser seu juiz e identificar os pontos que você precisa melhorar e, acima de tudo, esforçar-se. Leia mais, pesquise, contribua com sites, compareça a eventos, participe de lista de discussão ao invés de passar o dia navegando no Orkut.

Perceba que as dicas acima não se comprometem a oferecer resultados imediatos, nem garantias de que você terá uma carreira promissora na sua área. A idéia principal, é mostrar que você pode alcançar seus objetivos dando passos certos ao invés de saltos desordenados.

Adaptado do Original

vida moderna

via mil milhoes

Quem entende as mulheres?

1. Se você tenta protegê-la das dificuldades do mundo, você é um machista.
2. Se você fica em casa e faz as tarefas domesticas, é um folgado.
3. Se você trabalha muito, nunca terá tempo pra ela.
4. Se você trabalha pouco, você é um vagabundo.
5. Se ela tem um trabalho chato e que paga pouco, isso é exploração.
6. Se você tem um trabalho chato e que paga pouco, deveria tomar vergonha na cara e arrumar algo melhor.
7. Se você ganha uma promoção antes dela, é favoritismo.
8. Se ela ganha uma promoção antes de você, é igual oportunidade.
9. Se você elogia o seu visual, é assedio sexual.
10. Se você fica quieto, é indiferença machista.
11. Se você chora, é um mané.
12. Se não chora, é um insensível.
13. Se você toma uma decisão sem consultá-la, é um egoísta.
14. Se ela toma uma decisão sem consultá-lo, é uma mulher independente.
15. Se você pede pra ela fazer algo que ela não gosta, isso é dominação.
16. Se ELA pede pra você fazer algo que você não gosta, é favor.
17. Se você gosta de um corpo feminino em roupas provocantes, é um tarado.
18. Se não gosta, é um viado.
19. Se você gosta de uma mulher que raspe as pernas e fique em forma você é um sexista desgraçado.
20. Se não gosta, é um mané sem romantismo.
21. Se você tenta ficar em forma, é um fútil.
22. Se não tenta, é um largado.
23. Se você compra flores pra ela, é porque quer alguma coisa.
24. Se não compra, é que nunca se lembra dela.
25. Se você tem orgulho de suas conquistas, é um soberbo idiota.
26. Se não tem, é um tonto sem ambição.
27. Se você está totalmente acabado após um dia de trabalho, é que você não se importa com as
necessidades dela.
28. Se ELA está totalmente acabada após um dia de trabalho, ela está cansada.
29. Se você quer muito sexo, é um tarado patológico.
30. Se você NÃO quer muito sexo, você deve ter outra pessoa.

É Muito dificil de entender as Mulheres

MENTIRA TEM PERNA CURTA

Um casal de namorados estava passeando numa rua comercial. A moça, olhando a vitrine de uma loja de artigos japoneses, ficou encantada com um lindo vaso. Seu namorado foi indagar o preço daquele objeto. E como tratava-se de uma peça caríssima, percebeu que ficara totalmente fora do seu orçamento. Porém, ao correr os olhos por toda a loja, notou que havia os cacos de um vaso, igualzinho ao que a moça se encantara, mas, totalmente quebrado. Foi aí que teve uma maravilhosa idéia: Após deixar a namorada em casa, voltaria e pagaria ao dono da loja que iria embrulhar aquele vaso quebrado, para se tornar um belo presente. Assim o fez, deu uma pequena gorjeta pelos cacos do vaso, que certamente viraria lixo, levando os caquinhos embrulhados, num belo papel de presente. Seu único pensamento era tornar a namoradinha feliz, fazendo-a pensar que ele lhe dera um presente tão caro e, para que o plano fosse perfeito quando chegasse à casa dela, iria simular um tombo e dizer que o vaso havia se partido naquele momento.

E fez tudo conforme planejara. A namorada ao ver toda aquela cena acreditou na história do rapaz, mas isso somente até desembrulhar o vaso, quando então constatou a mentira. O dono da loja, muito cuidadoso, havia embrulhado cada pedaço do vaso separadamente e por fim feito um grande embrulho com todos os pedacinhos. Dessa forma a garota evidentemente descobriu que o vaso não havia se quebrado naquele momento e que o namorado tentara enganar os seus sentimentos. Ela ficou muito decepcionada.

“Não devemos tentar passar para os outros aquilo que não somos, pois mais cedo ou mais tarde a máscara acabará caindo”.

Comenta ai !!!!!!

Post 1002

Reputação.com

Saiba como usar a vitrine da internet para construir uma imagem pessoal positiva

A internet é uma vitrine. Escreva seu nome no Google e confira o resultado: surge um rastro digital feito de listas de aprovação em concursos, comentários em salas de bate-papo, resultados de competições esportivas e fotos. A web registra pedaços de sua vida e forma uma imagem virtual. As empresas de recrutamento já descobriram isso faz tempo. A consultoria americana Michael Page, que tem escritório em São Paulo, desenvolveu, por exemplo, uma ferramenta de busca própria, voltada para encontrar informações de profissionais na web. É impossível controlar tudo o que sai publicado na internet. Mas é possível aumentar a relevância de uma parcela das informações. Confira nossas sugestões e use a rede a seu favor.

SEJA NATURAL
Evite criar uma imagem altamente positiva. Trata-se de um erro facilmente percebido por headhunters e recrutadores. Ninguém é perfeito, e demonstrar humanidade, acredite, pode contar pontos a seu favor. As empresas valorizam candidatos autênticos. Portanto, seja transparente. Não minta nem omita. Tenha apenas bom senso. “Não faça na internet algo que você evitaria fazer no mundo real”, diz Fernando Mantovani, gerente do escritório de São Paulo da consultoria de recrutamento Robert Half.

PUBLIQUE CONTEÚDOS PERTINENTES
Se tiver algo realmente a dizer na internet, diga. Se não for importante, fique calado. “Criar mais um blog ou abrir uma comunidade para não ter o que dizer é perda de tempo. Tente ser singular no conteúdo”, diz o paulistano René de Paula Junior, autor de seis blogs independentes e funcionário da área de experiência do usuário da Microsoft.

SIGA SEU RASTRO
Uma vez por mês, Marcelo Sant’Iago, diretor de novos negócios da agência de publicidade digital MídiaClick, de São Paulo, entra no Google, digita seu nome e faz uma busca. É uma boa medida. Os buscadores são um termômetro para saber o que aparece sobre ele e se há alguém falando algo a seu respeito. “Encontro meu trabalho em outros sites”, diz Marcelo Sant’Iago.

EVITE A IMAGEM DE POPSTAR
Estar presente em todos os sites de relacionamento, blogs, fotologs e comunidades da internet não é bom para a imagem. “Fazer marketing pessoal em excesso atrapalha”, diz Karin Parodi, diretora da consultoria Career Center, de São Paulo. “Evite a alta exposição”, diz Karin.

TORNE-SE UM VERBETE
Há uma série de grandes executivos com um verbete criado na enciclopédia virtual Wikipedia. Muitos foram construídos de forma neutra, enquanto outros são partidários ou subjetivos demais. Criar um para o seu nome é simples. Se alguém já criou seu perfil, você poderá alterá-lo com informações mais precisas. A dica é fazer buscas freqüentes para descobrir se há novidades ou erros envolvendo seu nome.

FAÇA USO DE SUA LISTA DE CONTATOS
No L’inkedIn, Plaxo ou qualquer outra rede de relacionamento, é importante trazer para a vida real a lista de contatos virtuais. “Cuide da sua rede de contatos, não a procure só quando necessitar”, diz Karin Parodi, diretora do Career Center. Ou seja, mantenha contato com as pessoas fora da internet.

CORRA PARA O LINKEDIN
É consenso entre headhunters, recrutadores e executivos: o LinkedIn é a ferramenta de relacionamento profissional mais poderosa da internet. Preencha cada item com o máximo possível de informações. Tome cuidado: o que vale é a qualidade dos relacionamentos, e não a quantidade. Entre os contatos conhecidos, tente fazer uma seleção de quem realmente integrará sua rede. Evite adicionar desconhecidos e recomendações exageradas. “O risco de obter uma série de recomendações sem critério é cair no descrédito. O recrutador percebe e checa esse tipo de coisa”, diz Ricardo Basaglia.

SEJA DISCRETO
O Orkut é um dos sites de relacionamento mais conhecidos do Brasil e também o de maior exposição. Marcar presença em suas páginas não é ruim. Pelo contrário, pode transmitir a imagem de profissional conectado. No entanto, use o bom senso. Não vá moderar a comunidade “Eu odeio a minha empresa”. Cuidado também com fotos ousadas.

MELHORE A PESQUISA
Já ouviu falar de Search Engine Optimization (SEO)? Trata-se de uma combinação de técnicas e estratégias para facilitar a seleção de um site pelo Google, por exemplo. Otimizado, o site salta para os primeiros lugares na lista de resultados. As empresas usam o SEO. Nada impede que um profissional faça o mesmo para destacar seus blogs profissionais. Há alguns macetes tecnológicos, como programar o site para os buscadores, atualizar constantemente o conteúdo e fazer com que o maior número possível de sites inclua links para a sua página.

Concurso PRF ; Post 1001

PRF reabrirá inscrições

prova será de múltipla escolha

A Procuradoria da União em Mato Grosso vai obedecer à decisão da 2ª Vara Federal em Cuiabá (MT) e reabrir as inscrições no concurso público da PRF (Polícia Rodoviária Federal). A seleção, que foi suspensa em 2007 por suspeita de fraude, vai contratar 194 policiais no Pará e 146 no Mato Grosso.

A Coordenadoria de Ensino da Polícia diz que o edital deve sair em duas semanas, e que as provas, provavelmente, serão aplicadas na segunda quinzena de agosto.

A avaliação manterá o formato do edital anterior, com múltipla escolha.

O prazo de inscrição será de dez a 15 dias e, no mesmo período, candidatos poderão pedir isenção de taxa. Os locais de prova serão os mesmos, mas os já inscritos poderão mudar a localidade. As avaliações do concurso suspenso seriam aplicadas nas cidades de Rio Branco (AC), Manaus (AM), Brasília (DF), Macapá (AP), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Belém e Santarém (PA), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR) e Palmas (TO).

Irregularidades
A decisão judicial atende pedido do MPF (Ministério Público Federal), que, por meio de ação civil pública, identificou irregularidades na seleção. No edital de abertura, a polícia pedia, como requisito para tomar posse do cargo, apresentação de certidão negativa de protesto de título em um período de cinco anos e teste de gravidez para as mulheres.

Para o Ministério Público Federal, a exigência de certidões negativas é discriminatória e não está prevista em lei. Em relação ao exame de gravidez, o MPF diz que a exigência foi definida como crime na Lei nº 9.029/95.

A determinação da Justiça diz que a PRF pode exigir testes de gravidez, desde que o resultado positivo não exclua a candidata do concurso, mas a encaminhe para um tratamento compatível com o período. Quanto às certidões de cartório, a polícia pode pedi-las apenas se não forem negativas.

O advogado da União, Giovani Soares Borges, afirmou que, ao analisar a decisão, constatou que realmente havia irregularidades no edital e, por isso, decidiu não apresentar o recurso, “na busca da conciliação dos conflitos”, diz nota da AGU.

“Se a questão pode ser resolvida administrativamente, não é necessário gerar demandas judiciais desnecessárias. Estamos cumprindo o princípio da eficiência da administração pública, determinado pela Constituição Federal”, disse, na nota.

mordindo do UOL EMPREGOS

Post 1001

veja

Reabertas as inscrições para PRF 2007