10 Mitos sobre a Impotência Masculina – Parte II

Mau pro coração, mau pro seu pênis. Muito. Mas muito mesmo. A boa ereção não depende apenas do psiquismo “inteiro”. Não deixe de ler a primeira parte do artigo antes de entrar aqui.

Nervos, artérias, veias, hormônios e músculos envolvidos no processo também precisam estar íntegros. Mais, a saúde do pênis e o fenômeno da ereção não são isolados do restante do organismo. O que acontece na saúde em geral acaba repercutindo “nele”.

Ai, ai, ai… e agora, quem poderá nos ajudar?

Os mesmos fatores que ajudam a obstruir as artérias do coração, provocando infarto, podem facilitar o entupimento das mesmas no pênis, causando a perda da ereção. A obesidade, principalmente a abdominal, pode ser o ponto de partida desse caminho – ou seja, entre logo numa academia, porra!

Dentre as principais causas orgânicas da impotência, podemos citar cinco:

· Vascular: afeta os vasos que irrigam o pênis. Manter uma boa circulação sanguínea é essencial.

· Hormonal: ocorre em apenas 3% dos impotentes orgânicos. Ou porque há pouca produção de testosterona ou porque há muita prolactina. A testosterona, especificamente, é muito mais responsável pela libido do que pela ereção. No entanto, a sua falta pode levar à impotência porque provoca diminuição do desejo sexual.

· Neurológica: compromete a inervação do pênis. Pode ter origem no alcoolismo, em certas hérnias de disco, na prostatectomia radical (cirurgia radical para câncer de próstata) e – o que é mais comum – nos casos de diabetes. O excesso de açúcar no sangue pode impedir a condução dos estímulos nervosos, e provocar a disfunção erétil.

· Medicamentosa: aproximadamente 25% dos casos de impotência orgânica estão relacionados ao uso de medicamentos. Anti-hipertensivos, tranqüilizantes, antidepressivos e anabolizantes orais estão na lista negra.

· Anatômica: é basicamente a doença de Peyronie, cuja origem se desconhece. Ela provoca fibrose na albugínea, diminuindo muito a sua elasticidade na hora da ereção. É como se o pneu da bicicleta tivesse placas de material duro. Ao ser enchido, o pneu não se distenderia adequadamente, ficando torto nesses pontos.

Ø INFORMAÇÃO E TERAPIA

Ocasionalmente a impotência é apenas uma crença em idéias falsas, e o tratamento pode ser apenas uma consulta e uma breve conversa. Caso seu problema tenha raízes em questões emocionais mais profundas, é recomendado o tratamento psicológico específico para questões sexuais. Dura de três a quatro meses, uma sessão semanal. Nesses casos você deve procurar um sexólogo e não um urologista. É muito importante deixar claro que são profissionais distintos.

Pílulas – Viagra, Cialis e cia.

Hoje tem…

Podem ser usadas em qualquer idade, inclusive por homens mais idosos. Mas lembre-se, Viagra é uma droga que provoca excitação, mas não afeta seu desejo. Ou seja, sem o interesse sexual, não adianta nada. Seguem algumas recomendações:

· Haver preparação sexual, ou seja, estímulo.

· Ingerir no mínimo 50 minutos antes da relação, para o remédio fazer efeito.

· Ir manso nos drinques. O excesso de álcool prejudica a metabolização de alguns desses medicamentos. Faz com que demorem pra fazer efeito, ou nem façam efeito.

· Ir devagar na comida. O excesso também interfere na absorção do remédio, particularmente do Viagra.

· Ter acompanhamento médico, pois a dosagem varia de caso para caso. Além disso, alguns pacientes com impotência de causa emocional podem ficar com dependência psíquica do remédio.

Em maior ou menor grau, todo homem deseja viver mais e manter-se potente a vida toda. Tais aspirações são possíveis, e a receita médica é a clássica. Boa saúde física e mental.

· Não abuse do álcool.

· Dê adeus ao tabagismo

· Evite a obesidade

· Adote uma alimentação saudável

· Pratique atividade física regulamente

· Controle a pressão arterial, os níveis de colesterol e de açúcar

· Abuse nas preliminares com sua parceira, relaxe, e deixe tudo acontecer naturalmente

Para encerrar, uma dica de última hora: na hora de colocar a camisinha, é normalíssimo perder um pouco a ereção. Em vez de ficar lamentando – isso aumenta a produção de adrenalina -, recomece o jogo erótico e pronto. Antes que perceba vai estar de volta em campo.

2 Responses to 10 Mitos sobre a Impotência Masculina – Parte II

  1. giovani says:

    tenho lido muito sobre problemas de ereção. até agora não tive êxodo em nada. tendo em vista que o meu problema de ereção é somente com minha namorada. com qualquer outra mulher,tenho um ótimo desempenho sexual. não sei porque,é só com éla que não funciona.
    éla é linda,tem um corpão de deixar qualquer homem doido,e eu sou louco por éla. mas sinto que estou perdendo-a por causa deste meu problema. se alguem poder me ajudar,vou ser muito grato.

  2. guilherme says:

    é só relaxar pois a emoção quando a coisa é muito boa faz com que a gente abrocha mesmo pois é só relaxar que da certo, Quando se ama muito só se pensa com o coração a emoção não deixa a coisa funcionar mas com o tempo tudo da certo e você vai ver que maravilha é ter sexo com quem a gente ama

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: